segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Parabéns Presidente Bolsonaro! Parabens Brasil!

Desde 2009 estamos divulgando as hipocrisias e crimes do movimento gay, como por exemplo:

- O maniqueísmo do governo Lula em usar os homossexuais como bucha de canhão para objetivos revolucionários e antipatrióticos;

- As perseguições, prisões e tortura de homossexuais que ocorrem até hoje na ilha-prisão de Cuba;

- As listas fraudulentas de gays mortos por ano levadas a cabo por pseudo-intelectuais de esquerda de grupos na Bahia;

- O programa de extermínio da população de homossexuais por meio das DST/AIDS, através da promoção de propagandas campanhas enganosas acerca de preservativos distribuídos nas paradas gays;

- E muito mais...

Poucos sabem, mas desde 2004 o que houve no movimento gay foi uma evasão em massa e generalizada de homossexuais por não concordar com a agenda política do movimento, rapidamente aparelhado por gays petistas que queriam cargos públicos, esquerdistas “apoiadores” e até predadores sexuais investigados pelo Ministério Público.

Sem ter para onde ir, a vasta maioria dos gays dissidentes simplesmente foram silenciados.

Existem duas pessoas a quem devemos a inspiração na criação do Blog Gays de Direita.

O primeiro deles foi o falecido Coronel Brilhante Ustra, homem metralhado pela imprensa apenas por ter servido ao Brasil. Em seu livro “A Verdade Sufocada”, além de contar a própria história, o coronel faz diversas referências ao livro Orvil e a textos do Olavo de Carvalho. Após a denúncia do Ustra, sentimos que era a nossa vez de fazer o mesmo.

Outro quem influenciou foi o filosofo Olavo de Carvalho. Apesar de não termos quaiquer contato com ele, suas denúncias sobre o Foro de São Paulo e sua compreensão sobre a interligação desta organização com outras, inclusive aquelas envolvidas com crime organizado, nos fez perceber que nós fomos massa de manobra de uma tentativa de tomada do poder levada a cabo no Brasil desde quase o início do século XX.

Nós já recebemos até ameaça de morte. Um colaborador nosso, o cubano homossexual Aliomar Janjaque Chivaz está sem responder aos nossos e-mails desde 2011. Em dezembro de 2009, Aliomar foi preso durante 1 mês por fazer denúncias sobre as repressões da ditadura cubana contra gays, inclusive quando organizaram a primeira parada gays naquele país (até hoje, a única que aconteceu). A ABGLT, entidade brasileira, jamais comentou o assunto, sendo que seu presidente na época, um comunista, viajou para Cuba para prestar apoios e homenagens à Mariela Castro, sobrinha do ditador e terrorista de estado Fidel Castro. Seria uma leviandade grande supor que Aliomar simplesmente desistiu de responder aos nossos e-mails e vive hoje prosperamente no seu país. Infelizmente, é óbvio que foi assassinado pela ditadura cubana.

Receosos de que o mesmo fosse ocorrer no Brasil, em 2014, apoiamos uma eventual candidatura dos srs. Jair Bolsonaro e do General Heleno, sendo que somente neste ano o sonho se concretizou. Agora, com o resultado das eleições concluídas, podemos afirmar que:

ONTEM TIVEMOS NOSSA PRIMEIRA NOITE DE SONO TRANQUILO DEPOIS DE 9 ANOS...

De forma que deixamos aqui nossos cumprimentos ao sr. Presidente Jair Bolsonaro, e ao Vice General Mourão, repassando também os parabéns ao restante da população brasileira que, unida, venceu o mal.


GAYS DE DIREITA - EDITORIAL
Blogspot - http://gaysdedireita.blogspot.com/
Facebook - https://www.facebook.com/BlogGaysdeDireita
Twitter - https://twitter.com/gaysdedireita

Um comentário:

  1. É certo que parte da esquerda tem usado pautas LGBTs como ponta de lança. É certo também que a direita é, em fase de sua defesa à propriedade privada e à vida, um importante levante contra a tirania comunista. Por outro lado, é fato também que tanto o sr. Olavo de Carvalho quanto o Sr. Bolsonaro compartilham de ideias potencializadoras de uma perpetuação da segmentação e inferiorização da homossexualidade. Bolsonaro já classificou, diversas vezes, a homossexualidade como imoral, antinatural, indecente. Olavo, concomitante, vive atacando qualquer tentativa de se tratar homossexuais como pessoas normais. Eu vos pergunto, gays de direita, vocês compactuam com as ideias de que nós, gays, somos antinaturais, imorais, pervertidos, sendo que o nosso lugar na sociedade tange ao celibato, ao silêncio, ao armário?

    ResponderExcluir